Ouriço, a Meiga Bola de Espinhos

ARCADENOE.SAPO.PT

Terça, 29 de Julho 2008

Ouriço, a Meiga Bola de Espinhos
Pretty legend
O Ouriço é um animal inconfundível, reunindo o lado ternurento e calmo com uns espinhos abrasivos que lhe cobrem todo o corpo. A manutenção de ouriços em cativeiro começou por volta de 1980 no Reino Unido. Impulsionada pelo sucesso do jogo de consola Sonic: the Hedgehog nos anos 90 a moda alastrou-se até aos Estados Unidos da América. Em Portugal, os ouriços começam a ser cada vez mais populares. O Ouriço Pigmeu Africano, Atelerix albiventris, é a espécie mais comummente mantida em cativeiro.

Existem 14 espécies de Ouriços. Em Portugal, pode-se encontrar o Ouriço Cacheiro que é uma espécie protegida, não podendo ser capturada ou mantida em cativeiro.

Os ouriços criados em cativeiro mantém ainda muito do seu comportamento selvagem devido à sua recente domesticação e devem ser comprados a criadores de confiança para que seja possível estabelecer com eles uma relação próxima. Os ouriços capturados não só são ilegais, mas também demasiado ariscos para serem manuseados.

{BANNER}Ouriço Pigmeu Africano


O Ouriço Pigmeu Africano é assim uma das melhores escolhas na manutenção de um ouriço. Tem entre 20 a 25 cm em adulto e vive em média entre 4 a 6 anos, podendo nos casos mais raros chegar aos 10 anos. Os donos devem esperar seis a sete semanas depois do nascimento dos animais para o levarem para casa. Depois de retirados à mãe, coloque-o na gaiola e não pegue nele nos dois dias seguintes. O Ouriço demora cerca de 2 semanas a adaptar-se à nova casa. Os animais mais velhos adaptam-se bem a novos donos desde que tenham sido bem tratados. Por volta dos 10 meses, os ouriços tornam-se adultos, pesando em média meio quilo.

Alojamento


Antes de trazer o ouriço para casa é importante ter já tudo preparado para ele. Uma gaiola, que não tenha grades em baixo, ou uma alta caixa plástica transparente serve para um ouriço. É obrigatório ter: um esconderijo, roda de exercício, outros brinquedos e obviamente recipiente para comida e água. A gaiola deve ser espaçosa e uma simples gaiola para hamsters não serve. As medidas mínimas são: 60 cm de comprimento, 20 de largura e 30 de altura.

Estes animais gostam de ambientes mornos, entre os 22 e os 26 ºC, por isso podem precisar de reguladores da temperatura externa, tais como uma pedra de aquecimento vulgarmente utilizada nos terrários dos répteis. Abaixo dos 15 ºC, os ouriços hibernam, sendo que este hábito está também ligado à falta de alimento. Contudo, para os Ouriços Pigmeus Africanos, este comportamento pode ser letal, morrendo geralmente 72 horas após ter entrado em hibernação devido à falta de comida ou hipotermia. Habituados ao calor africano, estes animais entram num estado mais letárgico devido ao calor e não devido ao frio.

Socialização


Os ouriços são animais solitários, territoriais e nocturnos. Passam a maior parte do dia a dormir, mas se forem incentivados podem alterar os seus hábitos, mantendo sessões regulares de brincadeira durante o dia. Gostam de ter uma gaiola só para eles ou de a partilhar com um ouriço do sexo oposto. Não toleram contudo a companhia de ouriços do mesmo sexo.

Com os humanos, os ouriços são tímidos e cabe ao dono familiarizá-lo com o novo ambiente. Na primeira noite pode-se colocar uma t-shirt velha perto do ouriço, para ele se ir adaptando ao cheiro do dono. Depois, pegue nele embrulhando-o na T-shirt e colocando-o sobre o colo. Deixe-o acostumar-se e espere que seja o ouriço a tomar a iniciativa de explorar o ambiente. Um bom truque é subornar o animal com comida: carne cozida, insectos ou fruta são boas guloseimas.

Alimentação


Os ouriços são bem-vindos nos campos, uma vez que se alimentam de insectos considerados pragas para os agricultores.

Em cativeiro, os donos devem manter os ouriços com uma alimentação rica em proteína e pobre em gordura. A comida light de gato, fruta fresca, vegetais e ainda carne cozida parecem constituir uma dieta equilibrada. Insectos são sempre um bom petisco.

Ouriço foragido


Todos os animais que vivem numa gaiola eventualmente aprendem a escapar. Para encontrar um ouriço foragido procure nos locais quentes e com pouca luz. Caso não consiga encontrá-lo, monte pequenas “ratoeiras” em diversos sítios da casa: prepare um saco de papel e coloque lá dentro uma guloseima. Espere que o saco faça barulho e de certeza que terá lá dentro o fugitivo.
URL: http://www.arcadenoe.pt/article.php?id=373
Date: 2014-08-28 16:21:55