está aqui: home > cães > boerboel

Envie a um amigo
Recomende o vivapets
de:


para:


mensagem:

[ enviar ]
Página adionada aos Favoritos 

Boerboel

Força da Natureza (outros nomes: Mastim Sul Africano)

Boerboel
origem:Africa do Sul
esperança de vida:10 a 12 anos
classificação:Molosso
altura:60 para 70 cm
peso:60 para 79 kg
exercício: Exigentetreino: Razoávelclima: Temperadointerior/exterior: Fora de casaalimentação: Exigentetamanho: Grande
Adicionar aos meus items favoritosÉ um perito nesta raça?envie esta página a um amigoadicione um comentárioadicione um link
Adicione esta raça aos seus tópicos favoritos
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
É um perito nesta raça?
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
envie esta raça a um amigo!
Preencha o formulário abaixo

o seu nome:
o seu email:
nome do seu amigo:
email do seu amigo:
comentários:
 

História [ editar ]

O Boerboel é um molosso poderoso, originário da África do Sul, onde começou por desempenhar o papel de guardião de propriedades. Boerboel deriva da palavra “boer” que significa em Afrikaans proprietário de uma herdade. A palavra Boerboel pode assim ser traduzida para “cão do agricultor” ou “cão de quinta”.

Pensa-se que o Boerboel se tenha desenvolvido a partir do cruzamento entre os cães locais e os cães dos colonos europeus, sobretudo Dinamarqueses, que foram levados para a África do Sul no século XVII. Estes cães eram molossos, cuja força e tenacidade era vital para combater as tribos nativas hostis e os animais selvagens de grande porte, tais como leopardos, hienas, etc.

Com a chegada dos colonos britânicos e franceses no início século XIX, foram introduzidos os bulldogs e outros tipos de cães molossos. Acredita-se que o Dogue Alemão tenha tido um papel importante no desenvolvimento da raça. No século XX, o Bullmastiff foi importado para o país como guardião das minas de exploração de diamante. Acredita-se que estes cães tenham sido cruzados com o Boerboel.

A história do Boerboel está intimamente ligada à história dos Boers. Foi ao seu lado que muitos Boerboels pereceram na guerra anglo-boer na defesa dos seus donos, quintas ou famílias.

A Grande Migração (Great Trek) dos Boers para as províncias livres do Transval e Orange - motivada por questões políticas, os Boers não aceitavam as leis impostas pelos britânicos na província do Cabo -  elevou o papel fundamental que os cães desempenhavam na vida destes colonos. Era comum os Boers fazerem-se acompanhar de dois tipos de cães, ambos fruto de uma linha comum, mas com características diferentes:

  • O chamado Boerhound, cão mais esguio, mais alto e com um elevado nível de energia. Tinha uma grande capacidade de percorrer longas distâncias e um apurado instinto de presa. Era utilizado pelos colonos na caça grossa;
  • O Boel, cão tipicamente Molossóide, ou Mastiff, com um fraco sentido de presa, mas de apurado sentido de guarda, robusto, com uma grande cabeça e mandíbulas potentes. Era utilizado na defesa das quintas do gado e das famílias.

É possível que o Boerhound esteja, de alguma forma, nas origens do Rhodesian Ridgeback enquanto que o Boel viria a estar na origem do Boerboel.

A eficiência do Boerboel tornou-o num cão popular, sendo o único cão especificamente criado como guarda na África do Sul. Ao longo dos séculos, a selecção natural encarregou-se de apurar a raça, visto que apenas os mais fortes e ágeis conseguiam sobreviver a leões, babuínos e mesmo cobras. O Boerboel era um cão criado naturalmente nas quintas algumas das quais distavam vários dias de caminho entre si. Dessa forma, o stock de criação era bastante limitado, existindo uma vasta política de criação chamada inbreeding, cruzamento de cães com relação de parentesco directo, mãe-filho, etc. Esta forma de criação ditou diferenças regionais que ainda hoje se observam.

Em 1993 foi criada a SABBA (South African Boerboel Breeders Association), que se encarregou de definir um estalão para o Boerboel de forma a que os seus criadores pudessem ter um quadro de características que deveriam aperfeiçoar nos cães para poderem vir a ser definidos como Boerboels.

Apesar de a raça ter vindo a padronizar-se, devido aos desacertos ainda existentes, o Boerboel ainda não é reconhecido como raça pelos principais clubes de canicultura internacionais. Mesmo assim, permanece um cão popular no seu país de origem e além fronteiras.
a editar: História [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Temperamento [ editar ]

O Boerboel é um cão de guarda: protector da família e da propriedade, encara os estranhos com desconfiança e pode tornar-se agressivo caso sinta que a sua família esteja sob ameaça. Necessita, por isso, de uma boa socialização e educação. Sendo um cão dominante, não é um animal para donos inexperientes. É importante que as visitas sejam devidamente apresentadas para evitar agressões, e em momento algum, o cão deve ser deixado sozinho com elas, sem o dono.

É um cão destemido e confiante que também desempenha um bom trabalho de alerta, ladrando em aviso.

O Boerboel é bastante dependente dos donos, gosta da atenção e companhia da família. Não tolera a solidão e se deixado sozinho em casa durante longas horas, pode-se tornar destrutivo. É bastante brincalhão e dá-se bem com crianças, mas tal como qualquer outro cão, nunca deve ser deixado sozinho com estas.

Pode dar-se bem com outros cães, desde que habituado a eles desde pequeno.

O Boerboel é um cão bastante activo e pode não se dar bem num apartamento. O ideal seria ter um jardim de tamanho médio/grande para poder correr livremente. Nestes casos torna-se particularmente importante a instalação de vedação alta para impedir o contacto do cão com os estranhos que passam junto à propriedade. Um longo passeio diário é indispensável, mesmo para quem possui um jardim.

O Boerboel pode viver no exterior, mas prefere dormir dentro de casa, juntamente com o resto da “matilha”.
a editar: Temperamento [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Aparência Geral [ editar ]

O Boerboel é um cão de porte grande, robusto e forte. A cabeça larga é um das principais características da raça, com orelhas de tamanho em forma de “v” e olhos castanhos.

O corpo musculoso do Boerboel deve dar a sensação de força e resistência. O peito é largo e as patas têm os músculos pronunciados. A cauda é curta e recta.

O Boerboel tem o pêlo curto, denso e macio. A pele tende a ser flácida, com algumas rugas na testa. A pelagem é fulva, acastanhada ou mesclada (brindle). 
a editar: Aparência Geral [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Saúde e Higiene [ editar ]

Devido à selecção natural a que esteve sujeito durante os séculos passados, o Boerboel é um cão bastante saudável. Porém, tal como outras raças de cães de porte grande/gigante, existem doenças com maior incidência na raça. Uma das maiores preocupações é a displasia da anca ou do cotovelo. Entropio ou ectropio e hiperplasia vaginal são também outros problemas possíveis. Especial atenção deve ser também dada à possibilidade de torção do estômago.

O pêlo requer cuidados mínimos, escovagens semanais são suficientes para o manter limpo e cuidado. Apesar da pelagem curta, o Boerboel larga bastante pêlo.
a editar: Saúde e Higiene [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
Adicionar novo bloco [ adicionar ]
adding: [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
[ É um perito nesta raça? Editar esta descrição(moderado) ]
Comentários (10)adicionar comentário
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
30.05
joanafelipe disse:
Tive um boerboel toda a minha infancia. Faleceu com 10 anos com uma insuficiencia renal terminal. Um cao inacreditavel! Optimo com crianças, muito meigo e apegado ao dono. Optimos caes de guarda! As vezes ate demais! Nao sao particularmente teimosos e sao faceis de ensinar. Precisam de afeicao e gostam do espaço exterior mas assim que passam os primeiros anos de cachorro tornam-se mais lentos e menos energeticos podendo ser melhores para familias menos activas. Muito asseados e sem grandes trabalhos de manutencao ou "cheiros". Tranquilo com outros caes, passeia sem trela sem sair da nossa beira e sem causar qualquer disturbio ao contrario do meu perdigueiro portugues actual (que amo de paixao) mas que é completamente tolo e louco por correrias e brincadeiras. O meu Sindbad foi defacto um cao inacreditável...que saudades!
22.09
lmaputo disse:
ola.eu tenho um boerboel novo que tem 3 meses e estou a adorar o cao, acho ke e um cao muito brincalhao e muito meigo, mas tambem consegue ser bem preguiçoso xD
20.01
Nunorm disse:
Olá! Sou um apaixonado por cães, mas principalmente por molossos que para mim são pura e simplesmente os "Maximus Canis"! Já tive Pastores Alemães, Rotts uma Mastim Napolitana e tenho neste momento um Bullmastiff. No entanto, a cadela que me marcou mais profundamente foi uma Boerboel que infelizmente esteve com a minha família o ano passado durante apenas seis meses já que morreu com um linfoma aos oito meses.... Gosto muito de comparar raças de cães, principalmente de molossos e para mim não há cão como o Boerboel!
30.10
TheBoerboel disse:
É um cão fantástico, atento, brincalhão, forte, adora miudos, excelente guarda, enfim, a par de um Pastor Belga, é sem dúvida o melhor cão que tive até hoje.
26.09
vazoia disse:
Esta raça é magnifica...a minha irmã teve um k infelizmente faleceu o ano passado...apesar do seu porte monstruoso era a coisa mais meiga a face da terra...o Tyson deixa mt saudade.
28.07
maputo77 disse:
Eu tambem tenho um boerboel, é é um cao meigo, lindo,e muito esperto. Adora brincar com a minha filha e tem muita paciencia com ela.ë um cao que pede mimos a toda a hora tambem convive muito bem com o pastor alemao que tenho ambos, gostam muito um do outro e é muito divertido ve'-lós a brincar juntos.... Adoro o Meu boerboel katy Mocambique
27.03
sara__sfmr disse:
És simplesmente lindo! És um cão de sonho, sem dúvida! ;)
27.08
CIK9 disse:
simplesmente maravilhoso
11.07
dnvd disse:
O Boerboel, também conhecido como mastiff sul-africano, é tido como um dos mais fortes e inteligentes cães do mundo. Ele foi desenvolvido pelos %u201Cboers%u201D, colonizadores europeus. Este mesmo grupo foi também responsável pelo desenvolvimento do Rhodesian ridgeback. Na sua vinda para a Africa do Sul, estes colonizadores trouxeram consigo não só os seus mastifes como também os seus cães lebreiros e os seus cães farejadores. O antigo %u201CBullenbijter%u201D (cão que tem certas semelhanças com o Bull Dog) foi um dos formadores da raça, juntamente com os Boarhounds, Broholmers e cães nativos sul-africanos.
09.07
dnvd disse:
O Boerboel é um cão extremamente ajustado, de temperamento constante e possuidor de qualidades encontradas em mastiffs, como paciência, complacência e calma, alem de conhecer os seus donos ao ponto de distinguir os seus sentimentos. Eles sabem quem é bem-vindo ou não a casa, deixando bem claro aos invasores que manter a distancia será a atitude mais adequada. Alem de inteligente o Boerboel é um cão extremamente amável com a família e com as crianças.
rede vivapets:  Português Português English English Español Español Deutsch Deutsch