está aqui: home > cães > cão de gado transmontano

Envie a um amigo
Recomende o vivapets
de:


para:


mensagem:

[ enviar ]
Adionar a página aos Favoritos 

Cão de Gado Transmontano

Fiel e amigo do pastor (outros nomes: Mastim Português (Transmontano))

Cão de Gado Transmontano
origem:Portugal
classificação:2º Grupo, Classe II, Molossóides
altura:66 para 84 cm
peso:45 para 65 kg
exercício: Exigentetreino: Razoávelclima: Temperadointerior/exterior: Fora de casaalimentação: Médiotamanho: Gigante
Adicionar aos meus items favoritosÉ um perito nesta raça?envie esta página a um amigoadicione um comentárioadicione um link
Adicione esta raça aos seus tópicos favoritos
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
É um perito nesta raça?
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
envie esta raça a um amigo!
Preencha o formulário abaixo

o seu nome:
o seu email:
nome do seu amigo:
email do seu amigo:
comentários:
 

História [ editar ]

O Cão de Gado Transmontano é uma raça antiga, descendente dos mastins do tronco Ibérico. Desenvolveu-se naturalmente no nordeste de Trás-os-Montes, com pouca influência do pastor na criação. A selecção destes cães era ditada pela natureza e mais concretamente pelo lobo.

O Cão de Gado Transmontano é uma raça possante e funcional que desempenha de forma exemplar a função de guarda. Particularmente utilizado para defender os rebanhos de ovelhas e cabras, a popularidade da raça caiu quando o êxodo rural e a emigração mais se verificaram na região. Com a necessidade de proteger o lobo, a importância da utilização destes cães pelos pastores tornou-se vital. Aliás, os pastores só são indemnizados pelas ovelhas perdidas para os lobos se tiverem pelo menos um cão por cada 50 cabeças de gado.

Apesar da sua longa história, só recentemente é que a raça foi reconhecida pelo Clube Português de Canicultura, mas aguarda ainda o reconhecimento do FCI. O estalão desta raça é provisório, valendo por um período de cinco anos após a aprovação.

Para além do reconhecimento nacional, existem também programas que visam proteger e divulgar o Cão de Gado Transmontano. Exemplo disso é o trabalho feito no Parque Natural de Montesinho, onde as ninhadas e cães são contabilizados e interessados são colocados em contacto com os criadores, sobretudo pastores.

Têm-se criado também exposições para esta raça, de forma a divulgar e apurar os melhores exemplares.
a editar: História [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Temperamento [ editar ]

O Cão de Gado Transmontano é um animal possante, que necessita de um dono experiente. As suas maiores qualidades podem tornar-se em graves defeitos se o dono não for capaz de dominar o cão. Independente e possessivo, o Cão de Gado Transmontano deve ser ensinado desde pequeno a respeitar o dono.

Mas é a sua territorialidade e capacidade de iniciativa que o torna num cão de guarda de rebanhos de excepção. A zona onde é mantido ou passeado é entendida pelo cão como sua e tenta sempre protegê-la de estranhos. Está adaptado ao frio rigoroso do Inverno transmontano, mas também ao calor sufocante do Verão. Para se proteger das condições atmosféricas, escava buracos na terra, em busca de abrigo do vento forte ou em procura de um local mais fresco. Mantido em jardins, a relva é sempre esburacada.

O Cão de Gado Transmontano necessita de bastante espaço e não é o cão indicado para ambientes urbanos. Embora se habitue à trela, este cão prefere cumprir a sua função livremente no campo.

Em adultos, estes cães tornam-se sensíveis, ao ponto de serem ciumentos. Dóceis com a família, mantêm contudo uma personalidade reservada.

Dão-se bem com outros cães após ser estabelecida uma hierarquia.
a editar: Temperamento [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Aparência Geral [ editar ]

O Cão de Gado Transmontano é a maior raça de cães portuguesa. De porte gigante, as fêmeas têm entre 66 e 76 cm, pesando 45 a 60 kg, mas já os machos atingem entre 74 e 84 cm e pesam 55 a 65 kg.

Esta raça é também uma das mais rústicas, mantendo-se forte e imponente, com uma aparência nobre.

A cabeça é maciça com um stop moderado. Os olhos médios são cor de mel ou castanho escuro. As orelhas, também de tamanho médio, são ligeiramente mais compridas do que largas, afunilando na ponta, mas terminando redondas.

Embora os machos sejam bastante mais altos do que as fêmeas, o corpo de ambos mantém uma forma rectangular. Mesmo assim, os animais dos dois sexos não são demasiado volumosos, apresentam-se antes fortes e bem musculados.

O Cão de Gado Transmontano tem a pele grossa, exceptuando na cabeça, onde se apresenta mais fina. No pescoço, forma pequenas pregas de pele que são uma protecção contra os ataques dos lobos.

O pêlo é liso e de comprimento médio, formando uma pelagem densa e grossa. A raça tem sub-pêlo. O Cão de Gado Transmontano é mais comum em branco com malhas pretas, amarelas, fulvas ou lobeiro. A raça pode também apresentar um só cor ou ser raiada. Em determinadas zonas pode ser: mosqueada, no fundo do manto, ou afogueada, na máscara.
a editar: Aparência Geral [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Saúde e Higiene [ editar ]

Apesar de ser bastante resistente, existem algumas doenças típicas de cães de porte grande que também afectam o cão de Gado Transmontano. A displasia da anca e cotovelo têm alguma prevalência na raça e os progenitores devem ser despistados antes de acasalarem.

A pelagem deve ser escovada uma vez por semana, para remover terra, pó ou outra sujidade. O banho só deve ser dado quando não puder ser evitado.
a editar: Saúde e Higiene [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
Adicionar novo bloco [ adicionar ]
adding: [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
[ É um perito nesta raça? Editar esta descrição(moderado) ]
Comentários (6)adicionar comentário
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
31.03
22112904 disse:
eu em janeiro 2010 fui a bragança de passeio e ao vir para casa encontrei uma cadela bebe xeia de medo,magrinha maltratada á xuva e eu com muita pena trouxea para casa eu pensando que era um serra da estrela porque alem de ela ter um mes ja era grande este ano quando mudei de veterinario é que ele me disse que nao era serra da estrela mas sim um cao de gado transmontano sao bonitos mas tambem muito teimosos e espertos a minha menina chamase estrela mas nao e muito grande pa raça dela ja tem um ano e 4 meses
06.05
karaba disse:
Cela fait 3 ans que je connais le Gado Transmontano,et je trouve ce chien extraordinaire,c'est un excellent gardien,mieux que l'Estrela et le Beauceron,avec sa famille il est tout le temps a nous suivre,il veut une chose : etre tout le temps avec son maitre.
03.10
gradissimo disse:
Sem duvida uma raça espetacular, vale a pena ter um exemplar deste porte.
04.06
perii disse:
Não conhecia a raça, acho-os muito bonitos. Acho algumas das características muito semelhantes ao Cão de Castro Laboreiro, que adoro. Boa sorte na conquista do merecido reconhecimento! ***
10.01
Balvenie disse:
Os únicos cães que conheço (conheço no sentido de saber exactamente como é o cão) são esses. Convivo com eles desde criança pois os meus avós e tios sempre os tiveram. Tenho a dizer que são cães espectaculares. São um trabalhador que se tem, um amigo que se tem, um guarda que se tem. É cão para ir com o gado e arrear em qualquer lobo ou alcateia que se queira meter com o gado. É um cão para orientar um rebanho sem problemas e, na quinta, assegurar que cada bicho está ou vai para o seu lugar. É um cão que convive com qualquer animal doméstico, desde que o mesmo reconheça que quem manda alí é o dono e a seguir é ele. É um cão devotado ao dono, obediente e brincalhão. É um cão para viver na rua e dormir no sítio que escolher (não adianta fazer ou comprar casotas, o cão é que escolhe). Regra geral prefere um vão de escadas, um buraco entre a lenha armazenada, um buraco na raiz de um castanheiro, etc.). Escava sempre um buraco no sitio onde resolve dormir. É um excelente cão de guarda. Nenhum desconhecido entra na propriedade do dono, mas fora da propriedade do dono reage com indiferença a estranhos. Reconhece qualquer pessoa da família do dono (irmão, sobrinho, neto...) mesmo que nunca a tenha visto, e faz-lhe uma festa como deve ser. Um amigo brincalhão e afectuoso. Cuidado que não é cão de apartamento, nem mesmo para ter numa quinta vedada de modo a que ele não consiga sair. É um cão de aldeia que deve estar solto e sem qualquer limitação de movimento. Deve poder andar solto e livre pois o seu interesse é percorrer os montes e trabalhar. Não gosta de não ter nada que fazer e gosta de ter tarefas, nomeadamente orientar rebanhos e os restantes animais da quinta. Excelente cão, quem me dera poder ter um casal. Não hesitava!
01.10
escoural disse:
Olá!!! Eu sou o dono do Rafeiro do Alentejo Santiago e quero saudar todos os meus primos de Trás-os-Montes.
rede vivapets:  Português Português English English Español Español Deutsch Deutsch